Geral | 23/05/2022

Diferenças entre Hardware e Software

Dentre os termos mais utilizados usados no universo da tecnologia, muitos são em inglês. E para os brasileiros, que em sua maioria não dominam este idioma, as nomenclaturas e significados podem parecer um pouco confusos e complexos. Nesse sentido, uma das nomenclaturas que causa confusão é sobre quais as diferenças entre hardware e software.

Essa dúvida é bem comum, afinal de contas os termos são semelhantes, se complementam, e ainda por cima estão em outro idioma. Porém, cada um deles tem uma funcionalidade específica e um complementa o outro, cada qual de sua forma. 

Desse modo, praticamente toda máquina contém um conjunto de Hardware e Software. O hardware é a parte física que pode ser composta por placas de vídeo, memórias, processadores, chips e tudo mais que o usuário pode tocar. Nesse sentido, pode-se chamar de corpo da máquina, e esse termo é aplicado para computadores, notebooks, celulares, câmeras, robôs e muito mais.

hardware e software
Fonte: https://adrenaline.com.br/analises/v/63237/analise-asus-tuf-gaming-x570-plusbr-e-modelo-em-conta-com-o-melhor-chipset-am4

Por outro lado, o software pode ser entendido como a mente que comanda a máquina, feita por elementos que não são palpáveis, ele é o conjunto de instruções para executar uma tarefa específica. Portanto, ele é formulado por meio de códigos e combinações para funcionar da maneira ideal. Ou seja, os sistemas operacionais, como Windows, Mac OS, Android, iOS são exemplos de softwares, cada um desenvolvido à sua maneira.

Assim, se pode dizer que o software funciona como a interface entre o usuário e o hardware. Em resumo, tanto o hardware quanto o software são essenciais para o computador cumprir sua função.

Você saberia explicar? Se não ou tem dúvidas sobre as diferenças de Hardware e Software, confira abaixo:

hardware e software

HARDWARE

O hardware contempla  todos componentes físicos de um computador, ou seja, palpáveis. O hardware é dividido em dispositivos de entrada, dispositivos de saída, dispositivos de armazenamento secundário e componentes internos.

DISPOSITIVOS DE ENTRADA

Como o próprio nome diz, os dispositivos de entrada são os componentes que enviam dados para o computador. Um bom exemplo é o teclado, que permite ao usuário inserir dados de entrada, bem como, o layout do teclado é semelhante a uma máquina de escrever com teclas adicionais. 

Outro exemplo de dispositivo de entrada é o famoso mouse que consiste, nos modelos mais básicos, em um equipamento que possui dois botões: esquerdo, direito e um sensor para detectar a movimentação do ponteiro. Ele pode ser usado com um teclado virtual, para inserir texto no computador, auxiliar na navegação e conforme a utilização do usuário, conta com infinitas possibilidades. 

Além desses dispositivos, podemos citar outros como os Joysticks, Light Pen, Scanner, Microfone, dentre outros.

DISPOSITIVOS DE SAÍDA

Já os dispositivos de saída consistem em periféricos que recebem dados do computador e os exterioriza. Ou seja, pode ser uma exibição, projeção ou qualquer outro meio. Alguns exemplos que temos são os monitores e impressoras.

DISPOSITIVOS SECUNDÁRIOS DE ARMAZENAMENTO

Dispositivos de armazenamento secundário são os dispositivos que gravam os dados até que sejam excluídos ou anulados. Desse modo, estes equipamentos armazenam dados de forma permanente. Portanto, eles são memória não volátil. 

Portanto, desligar o dispositivo não excluirá os dados de armazenamento secundário. Alguns exemplos são o HDD, SSD, Cartões de Memória e pen drive. Também existem alguns outros que se tornaram obsoletos com o avanço da tecnologia, como por exemplo, os CDs, DVDs e os disquetes. 

hardware e software

Pontos principais do Hardware:

  • Os componentes físicos das máquinas são conhecidos como hardware;
  • O hardware é sempre tangível e, portanto, você pode tocar, ver e sentir o hardware;
  • O hardware nunca é afetado por vírus e outros malwares que afetam e o software;
  • O dano ao hardware é algo que pode ser reparado com a substituição ou conserto, quando possível, do componente danificado.

 

Um computador pode funcionar sem hardware?

A resposta para essa pergunta é que depende do hardware em questão. A maioria dos computadores requer pelo menos um monitor, disco rígido, teclado, memória, placa-mãe, processador, fonte de alimentação e placa de vídeo para funcionar corretamente.

Se algum desses dispositivos estiver ausente ou com defeito, um erro será demonstrado no monitor após inicialização ou o computador não irá iniciar, podendo informar por sinais sonoros (bipes) qual o defeito encontrado Nesse mesmo dispositivo, o software pode ser instalado e permitir que você interaja com o hardware. Assim, sistemas operacionais, como Windows ou macOS, são softwares e fornecem uma interface gráfica para as pessoas usarem o computador.

SOFTWARE

Os softwares representam todas as instruções que um dispositivo recebe pelo usuário para que uma determinada tarefa seja executada. Desse modo, ele utiliza códigos e linguagens de programação, como JavaScript, C++, HTML e CSS. Assim, o software compõe a parte intangível de uma máquina.

Por exemplo, quando ligamos um computador, é o software que transmite as informações necessárias para que o hardware funcione. Além disso, cada parte do hardware é controlada por um software específico.

Entre eles estão o sistema operacional, aplicativos e programas de computador, como programas de edição, players de vídeo e leitores de texto.

Eles são classificados de duas formas:

Software de sistema: são softwares que possibilitam a interação do usuário com a máquina. Como exemplo podemos citar os sistemas operacionais como o Windows, que é um software pago; e o Linux, que é um software livre.

Software de aplicativo: são softwares do dia a dia que você utiliza, permitindo a realização de tarefas, como os editores de texto, planilhas, navegador de internet, entre outros.

CONCLUSÃO

Como podemos ver, hardware e software são itens distintos, mas que dependem um do outro para trabalharem e desempenharem seus papéis. Você por exemplo, para estar lendo este texto, possivelmente depende de ambos, senão não seria possível. 

E aí? Gostou de saber quais são as diferenças entre Hardware e Software?

Então, entre em contato com um dos consultores da Razor Computadores e projete a workstation perfeita para a sua necessidade profissional.

ASSINE NOSSO BLOG

Receba nossas publicações em seu e-mail.
Prometemos não exagerar :)