Desktop Lean | 04/03/2021

Conheça 15 formas de deixar seu computador mais rápido

Confira algumas dicas e saiba como deixar seu computador mais rápido, ágil e confortável para trabalhar!

 

Deixar seu equipamento mais rápido pode fazer uma enorme diferença no seu trabalho e rotina de estudo. Com o passar do tempo, é comum que os computadores venham a ficar lentos, o que pode vir a dificultar seu uso diário. Este fato pode ter diferentes motivos, como por exemplo, disco rígido cheio, falta de limpeza no sistema, softwares rodando em segundo plano, entre outras possibilidades.

Tarefas simples, como acessar um site ou abrir um arquivo, não levam mais o mesmo tempo que antes, o que vem a deixar o usuário irritado, pois irá reduzir a sua produtividade. Trocar por uma máquina nova — na tentativa de manter um computador mais rápido — pode não ser a solução com maior custo benefício. 

Com o tempo, vai acontecer a mesma coisa. Parte da limitação do sistema operacional acontece por conta da forma como a máquina é operada. Tudo isso pode ser resolvido com algumas dicas simples, aplicáveis pelo próprio usuário em casa. Essas recomendações também servem para ficarmos atento quando levarmos o PC para a manutenção.

É sobre elas que trataremos neste post. Listamos 15 dicas para otimizar o desempenho e deixar seu computador mais rápido. Confira!

 

1. Remova os vírus

Uma das principais causas que deixam o computador pesado são os vírus rodando em paralelo, enquanto você executa algum programa. Esses malwares são programinhas maliciosos que são executados sem a sua permissão.

Por isso, é importante manter o seu antivírus atualizado e fazer a verificação periódica. Eles têm a função de detectar e eliminar os vírus encontrados no seu computador, além de reduzir o risco de ataques e invasões não autorizadas. Essa varredura visa deixar a máquina mais leve para rodar os processos principais.

Uma das portas de entrada mais comuns para novos vírus são os links recebidos por e-mail. Portanto, deve-se ter muito cuidado com eles.

 

2. Desfragmente o micro

Devido à característica de os sistemas operacionais, principalmente o Windows, gravarem arquivos de forma fragmentada, conforme você utiliza e instala programas, o computador fica mais lento com o tempo. Isso porque ele demora mais para acessar arquivos espalhados no disco rígido.

Por esse motivo, há a necessidade de desfragmentar o micro frequentemente. O processo constitui uma função nativa do Windows e tem a funcionalidade de organizar os elementos soltos no disco rígido e juntá-los novamente. Para acessá-lo, selecione o menu “Iniciar” no Windows, acesse “Acessórios”, “Ferramentas do sistema” e, por fim, “Desfragmentador de disco”.

 

3. Realize a limpeza periódica do computador

Quando você compra um computador novo, tudo funciona perfeitamente e de forma muito rápida. Com o passar do tempo, o sistema operacional tende a armazenar arquivos desnecessários.

Existem diversos programas de limpeza de PC com versões gratuitas ou pagas, os quais deixam o computador mais rápido. Essa é uma ação simples e pode ser executada pelo usuário sem maiores problemas.

Mantenha limpeza regular do micro para liberar espaço e recursos, além de acelerar a inicialização do sistema operacional e, também, o desempenho geral do sistema.

Exemplos de programas de limpeza gratuitos: CCleaner, Glary Utilities, Privacy Eraser.

 

 

4. Verifique o superaquecimento da máquina

Certamente, todas as pessoas que utilizam computadores, alguma vez na vida, já passaram por travamento ou tela “congelada”. Isso pode estar acontecendo devido ao superaquecimento do micro.

Por meio de softwares gratuitos, é possível monitorar a temperatura do computador. É possível que o excesso de poeira, os canais de ventilação obstruídos ou a falha nas ventoinhas estejam ocasionando o aquecimento excessivo.

A solução pode ser a realização de manutenção com um técnico especializado ou a formatação do micro — há momentos em que ela é inevitável.

Durante a manutenção, o profissional realizará a limpeza do cooler e do dissipador de calor, uma vez que a poeira acumulada impede que o calor seja eliminado.

 

5. Realize a limpeza de memória RAM

Quando a área de encaixe de slots da placa-mãe acumula muita sujeira, pode acontecer de o computador não ligar. A causa do problema está relacionada ao problema de mau contato entre a placa e o conector.

A saída para esse caso é simples: basta realizar a limpeza dos pentes de memória com o limpador de contatos ou com o auxílio de uma borracha escolar. Para executar o procedimento, siga os seguintes passos:

  • com o computador desligado e com todos os cabos de energia desconectados, abra o gabinete;
  • até que o pente de memória se solte, pressione os dois prendedores laterais da memória para baixo;
  • toque, com cuidado, apenas nas extremidades do pente — devido à energia estática do corpo, evite tocar nas outras partes da placa. Dessa forma, retire o slot após desencaixá-lo completamente dos prendedores;
  • com o limpador de contato ou com a borracha escolar, limpe toda a área de contato do pente — é a área amarela posicionada na parte inferior. Faça isso dos dois lados;
  • não se esqueça de retirar todo e qualquer resíduo de borracha que tenha ficado, utilizando um pincel para isso;
  • feito isso, recoloque o pente no slot, tomando cuidado com o formato de corte, já que ele deve ficar posicionado por igual. Não utilize muita força.
  • para prendê-lo novamente, coloque os dedos sobre as extremidades do pente e pressione contra o slot;
  • repita os mesmos passos em todos os pentes.

 

6. Analise a necessidade de trocar a memória RAM

Se você optar por trocar a memória RAM, pois acredita que essa seja a melhor solução para a lentidão do seu computador, é necessário atentar à compatibilidade para evitar que você desperdice dinheiro e não tenha o objetivo alcançado.

Para fazer um upgrade de memória, tenha cuidado para não gerar conflito com o processador. Comprar uma memória superior em velocidade se o processador tem limite de processamento das informações não é uma boa ideia. Além disso, o ideal é adquirir a memória do mesmo modelo do barramento, para não gerar divergência entre os componentes.

Portanto, muitos problemas podem ser resolvidos com ações simples, realizadas pelo próprio usuário. Muitas vezes, as pessoas têm uma boa máquina, mas a utilizam de forma inadequada, como ao ignorar a instalação de softwares de segurança.

deixar seu computador mais rápido

 

7. Use o armazenamento em nuvem

armazenamento em nuvem também pode ser uma excelente alternativa quando se pretende melhorar a velocidade da sua máquina. Não se apegar em deixar seus arquivos contidos apenas no computador é fundamental com a presença cada vez mais intensa da tecnologia no nosso cotidiano.

É fundamental que você armazene seus documentos mais importantes em vários lugares. Mantê-los apenas em uma máquina pode levar à perda do arquivo caso o PC apresente algum problema. A prática de backups em pendrives ou cartões de memória também não é algo muito seguro, visto que você pode os perder.

O ideal é que você invista em manter, pelo menos, uma parte dos seus arquivos na nuvem. Dessa forma, eles estarão mais seguros, além de liberar mais espaço no seu PC, o que ocasiona no ganho de performance. Existem diversos serviços de armazenamento na nuvem como o Google Drive, Dropbox, OneDrive e outros.

deixar seu computador mais rápido

 

8. Feche as abas sem uso

A utilização do browser de internet é um dos protagonistas no consumo de RAM do seu computador. Esse tipo de programa consegue facilmente utilizar toda a sua memória, principalmente se você for aquele tipo de pessoa que gosta de usar inúmeras abas ao mesmo tempo.

Por mais que não pareça, cada aba do navegador em funcionamento utiliza uma parte da memória do seu computador. Sendo assim, se você estiver notando perda de velocidade ao usar o navegador, é importante fechar as abas em desuso e checar se houve um aumento na velocidade do PC.

 

9. Desinstale programas que não utiliza

Desinstalar programas também pode ser uma ótima solução. Existem diversos softwares instalados junto aos que você usa raramente ou já nem faz mais uso. Por isso, é importante sempre realizar a desinstalação desses aplicativos para aumentar a velocidade do seu computador.

Para desinstalar esses programas basta ir no menu “Iniciar” do seu computador e depois procurar por “Painel de Controle”, clique em “Programas” e depois vá procurando pelos itens que já não são mais utilizados para desinstalá-los.

 

10. Faça as atualizações

Sempre que aparece aquela notificação de atualização do sistema é um incômodo total e quase sempre fechamos a janela assim que ela abre.

Por mais que seja algo bem chato, as atualizações são muito importantes. Por meio delas que a desenvolvedora do sistema operacional aplica a correção de erros e bugs que podem, até mesmo, influenciar negativamente no desempenho do seu PC.

Caso você utilize serviços como o Xbox Game Pass para PC, é fundamental que sempre atualize o computador para deixá-lo mais rápido para jogos ou até mesmo para trabalhar.

Por mais que as notificações nem sempre venham em momentos propícios, é possível agendar a atualização para mais tarde. Desse modo, basta deixar o computador ligado até o horário agendado e ele começará aplicar as atualizações, deixando seu sistema sempre em bom estado e evitando aquela dor de cabeça por falta de desempenho da máquina de uma forma bem simples.

 

11. Limpeza de disco/cache

Recomendamos uma limpeza frequente no sistema do seu equipamento, devido ao fato que durante o uso e acesso à Internet o sistema acumula vários arquivos temporários, cache, relatórios de erro entre outras coisas, que podem encher o espaço interno sem você ter percebido. No sistema operacional Windows há uma ferramenta própria para realizar este processo.

Para acessar a ferramenta, acesse o “Meu Vomputador’, clique com o botão direito em cima do “Disco Local”, e depois “Limpeza do Disco”. Após a análise, marque os itens que deseja limpar e conclua em “Ok”. Observe que cada item mostra o espaço ocupado no disco rígido.

 

12. Cuidar o desempenho

O Gerenciador de Tarefas do Windows pode ser um excelente aliado para se ter um controle do seu equipamento, pois exibe o quanto da sua CPU e da memória RAM estão sendo consumidos durante o uso, através de números e gráficos que facilitam o entendimento. Assim, você pode ter uma noção caso tenha algum problema nesse sentido. Para acessar, acione o comando de teclado “CTRL+ALT+DEL”, depois clique na opção “Gerenciador de Tarefas” e após na aba “Desempenho”.

Desse modo, será mostrado os dados por meio de gráficos, recomendamos que observe o nível de consumo de cada item. Caso prefira ver cada aplicação do equipamento e o quanto está afetando o sistema, você pode selecionar o item “Monitor de Recursos”. Os itens estarão separados por CPU, Disco, Rede e Memória. 

Essa ação se faz necessária no sentido de identificar possíveis gargalos no seu equipamento.

 

 

13. Defina as prioridades do seu processador

Na dica número 12, podemos ver o gráfico da CPU, a qual se refere ao seu processador, que é o cérebro da máquina como, por exemplo, os Cores da Intel. Caso este gráfico esteja em 100%, quer dizer que algum programa travou e está levando seu processador ao limite. 

Primeiramente, tente fechá-lo, e também, observe se os outros softwares estão afetando o desempenho do seu equipamento. Caso observe algum software que esteja usando seu processador sem necessidade, você pode clicar com o botão direito do mouse em cima dele, selecionar “Ir para detalhes” e definir a prioridade dele como “Abaixo do normal” ou “Baixa”, assim, irá desafogar o seu equipamento e evitar possíveis travamentos.  

 

14. Atualize os drivers

Um dos motivos para fazer o gráfico da CPU chegar a 100% pode ser a falta de atualização. Nesse sentido, uma das formas mais fáceis de fazer isso é utilizar a ferramenta Driver Easy por exemplo. O software vai reconhecer automaticamente o seu sistema e assim, realizar uma busca pelos drivers mais recentes para seu processador, placa-mãe, placa de som, placa de vídeo dentre outros.

 

15. Definições de desempenho

Alterar as definições de desempenho do sistema pode ver a deixar seu equipamento rodar de maneira mais fluída. Efeitos visuais como animações, esmaecimento e sombreamento, podem ser agraveis aos olhos do usuário, por outro lado, o uso do processador será destinado para esses efeitos. Você pode aumentar o desempenho de processamento desabilitando algumas configurações

Passo 1: para alterar suas configurações visuais, acesse a página “Meu Computador” e então clique com o botão direito e escolha a opção “Propriedades”, após selecione a opção “Configurações avançadas do sistema”;

Passo 2: na categoria “Desempenho” clique em “Configurações”; Então você poderá alterar suas configurações de efeitos visuais e desempenho; assim, você pode ajustar para obter um melhor desempenho marcando a opção com este nome, desse modo, irá desabilitar todos os efeitos visuais que demandam desempenho do seu processador; se preferir, podes optar pelo campo “Personalizar” e assim, definir da sua forma as configurações visuais; 

 

Ao dedicar um pouco de tempo e de disciplina, é possível deixar seu computador ainda mais rápido. Nesse sentido, coloque as nossas dicas em prática para deixar a máquina em ordem e otimizar o desempenho dela. Também vale ressaltar da importância de contar com bons equipamentos para assim, garantir um bom desempenho e rapidez sem a grande ocorrência de falhas.

Gostou de conhecer nossas 15 dicas para melhorar a velocidade do seu PC? Aqui no blog temos diversos outros artigos que podem te interessar, assim como esse em que damos algumas dicas para deixar o processo de renderização mais rápido. Confira!

Se desejar saber um pouco mais sobre qual é o melhor equipamento e manutenção, entre em contato com um de nossos colaboradores.

 

 

O Hardware perfeito Razor

ASSINE NOSSO BLOG

Receba nossas publicações em seu e-mail.
Prometemos não exagerar :)

    WhatsApp