Hardware | 18/02/2022

Entenda as diferenças entre processadores da AMD

A AMD é uma empresa norte-americana que foi fundada no ano de 1969 e desde o seu início desenvolveu circuitos integrados. A partir de 1990, a AMD ganhou popularidade com o processador Athlon, que na época foi utilizado em muitos computadores.

Hoje, a AMD é uma das maiores empresas de tecnologia do mundo e está crescendo cada vez mais no mercado mundial com os seus processadores, que entregam um ótimo desempenho e além disso, um belo custo benefício. A empresa ganhou mais destaque nos últimos anos devido ao fato de ter conseguido alavancar muito bem os processadores da linha Ryzen, que ganharam destaque perante à concorrente Intel.

Mas, agora surge a principal pergunta para o seu computador:Qual processador devo escolher?

Seja para seu uso em casa, seja para a empresa, a escolha do processador para seu equipamento é capital, pois ele é um dos principais componentes de seu desktop. Dessa forma, compreender as especificações de cada geração e de cada linha de produção é importante para quem deseja utilizar um processador da AMD.

No passado, os processadores da AMD eram conhecidos por oferecerem preços mais baixos combinados com desempenho mais baixo. Porém, este não é mais o caso dos processadores desta gigante da tecnologia. Apesar de a AMD ainda representar um bom investimento pelo seu custo se comparado aos chips da Intel, ela possui várias opções que são poderosas tanto quanto as concorrentes da AMD.

Sendo assim, qual processador escolher? Processadores Intel ou AMD? Ryzen 3, 5, 7, 9 ou a linha Threadripper? Qual a melhor geração?

E aí? Ficou curioso em saber quais as diferenças entre os processadores da AMD? Então segue com a gente e vamos lá descobrir quais são elas.

Processadores AMD – Ryzen 3 e Pro

Nessa linha de produtos estão os processadores considerados de entrada pela AMD. Os Ryzen R3 são competidores contra os Core i3 da Intel, embora essa linha da AMD ofereça mais vantagens técnicas e de performance significativas sobre os modelos de entrada da Intel.

Nesse sentido, os Ryzen 3 são todos quad-core, enquanto que os Cores I3 da Intel contam com apenas dois núcleos em sua linha. Os componentes da AMD surgem como uma alternativa mais avançada em questão de desempenho em relação aos modelos da AMD como o Athlon e Pentium, por exemplo.

Os AMD Ryzen 3 podem ser encontrados em quatro modelos: 3100X, 3300X, 5300G e 5300GE. As diferenças estão na velocidade de operação e no fato de que o modelo 3300X conta com o recurso hyper-threading na versão AMD. Enquanto as linhas G e GE foram desenvolvidas com uma vídeo Radeon integrada.

Enquanto isso, os processadores Ryzen Pro são derivados diretos dos Ryzen 3, 5 e 7 e contam com um perfil semelhante, contudo não devem ser opções disponibilizadas de forma abrangente no mercado. Em vista disso, a AMD oferece esses processadores como alternativa com baixo custo para fabricantes de desktops que criam máquinas corporativas, ou seja, para serem utilizados em escritórios de empresas no geral.

Processadores AMD – Ryzen 5

Os Ryzen 5 pertencem a faixa intermediária da nova arquitetura da AMD e, assim como os seus concorrentes mais próximos Core I5 da Intel, procuram oferecer um custo-benefício atraente para quem busca investir um pouco mais em processadores topo de linha, com especificações mais avançadas.

Disponíveis com quatro e seis núcleos, os AMD Ryzen 5 são encontrados hoje em quatro versões: 3600, 3600X, 5600G e 5600GE. Assim como nos Ryzen 3, a AMD aproveita os designs desses chips para oferecer os chamados Ryzen Pro quad-core, que seguem o mesmo perfil para computadores empresariais.

Como falamos anteriormente, os AMD Ryzen R5 se comparam diretamente com os Core I5 da Intel, mas apresentam fortes vantagens. Além do preço ser, em geral, mais acessível, estes processadores ou empatam ou superam os rivais na contagem de núcleos e desempenho, podendo conter até processadores hexa-core. Desse modo, quando se fala em performance, o destaque aqui segue sendo a possibilidade de realizar overclock que é praticamente inexistente entre os Core I5 comuns da Intel.

Processadores AMD – Ryzen 7

Enquanto isso, temos os Ryzen 7 que contam com processadores octa-core, tidos como opções de alto desempenho entre a linha da AMD, sem contarmos o Threadripper. 

Nesse sentido, estes processadores contam com desempenhos superiores aos AMD Ryzen 5, além de suporte a tecnologias mais avançadas e, na comparação com os Core I7 da Intel, tendem a competir em pé de igualdade até a sexta geração dos Core I, tendo uma leve desvantagem em desempenho aos I7 de sétima geração e aléns, porém, com um valor muito mais em conta o que o torna a escolha perfeita entre custo e benefício.

No momento, a AMD conta com três versões do Ryzen 7 no mercado: 3800X, 3700X, 5700G e 5700GE. No topo de linha, os números são de incríveis 3.8 GHz de velocidade padrão, mas que pode alcançar 4.6 GHz com o turbo ativado.

Processadores AMD – RYZEN 9

A linha de processadores AMD Ryzen 9 chegou para bater de frente contra os Core Intel I9, configurando-se em dispositivos que visam ter o mais alto desempenho. Esta geração de processadores conta com uma superioridade em relação a atividades de edição de vídeo e de projetos, que exigem maior performance multicore. Nesse sentido, se comparado com os chips da Intel através da ferramenta Cinebench 1T, os novos Ryzen 9 superam a marca dos 600 pontos, algo que nunca havia sido feito pela AMD.

Os Ryzen 9 contam com 4 modelos de alto desempenho atualmente, sendo eles:

  • Ryzen 9 3900X
  • Ryzen 9 5900X
  • Ryzen 9 5950X
  • Ryzen 9 3950X

Processadores AMD – Threadripper e Threadripper PRO

O processador Threadripper eleva o perfil de performance da arquitetura Ryzen ao oferecer múltiplos núcleos e desempenho superior ao Ryzen 7. Em vistas disso, essa linha foi desenvolvida para competir com os processadores Core I9 da série Extreme da Intel, portanto, esses processadores necessitam de placas-mãe específicas, que possuam soquete TR4, ao contrário dos AM4 usados pelos outros Ryzen.

Esse detalhe significa que, ao contrário de todo o restante da linha de CPUs e APUs lançadas pela marca, os Threadripper não compartilham o soquete AM4, desse modo, se você optar pelo super processador da AMD, irá implicar em investir numa placa-mãe específica pra ele.

A principal vantagem dos processadores AMD Threadripper está relacionada ao custo-benefício que ele oferece. Ou seja, é possível ter um alto desempenho a um custo mais acessível que os processadores da Intel.

A linha Ryzen Threadripper conta com processadores que custam cerca de 40% menos do que seus concorrentes, os Core i9. Outra vantagem é a possibilidade de conseguir uma performance até superior ao seu concorrente em alguns softwares.

Os modelos disponíveis da linha Ryzen Threaddripper são encontrados em quatro modelos: 3990X, 3970X, 3960X, 2950X.

Além disso, a AMD passou a vender no Brasil a sua linha de processadores Threadripper PRO para desktop, que foram lançadas em julho de 2020 apenas em máquinas pré-montadas, porém, atualmente as CPU’s foram disponibilizadas ao mercado varejista brasileiro para venda individual destes super processadores. Os processadores AMD Ryzen Threadripper Pro estão disponíveis em três modelos: Threadripper PRO 3995WX, 3975WX e 3955WX.

Portanto os processadores da AMD configuram-se em:

Ryzen 3 e PRO: Linha de Entrada (uso caseiro)

Ryzen 5: Linha Intermediária (uso caseiro e profissional)

Ryzen 7 e 9: Linha de Alto Desempenho (uso profissional)

Threadripper: Linha High-End (uso profissional pesado)

 

Curiosidades

  • A TechRadar classificou o Ryzen™ Threadripper™ como o processador mais avançado já testado;
  • A Fnatic, umas das líderes em esportes eletrônicos profissionais, utiliza o Ryzen em todos os computadores de suas equipes.
  • A linha Threadripper foi originalmente concebida como um projeto paralelo. Assim, nasceu da paixão de um pequeno grupo de funcionários da AMD que idealizaram um poderoso processador com vários núcleos. 
  • Atualmente, segundo a AMD, o Threadripper é o processador com o desempenho mais elevado disponibilizado em um computador de mesa para seus usuários. Desse modo ele dispõe de 16 núcleos e 32 linhas de execução, sendo assim, há poucas tarefas que o Threadripper não consegue cumprir, desde a edição UltraHD de vídeos, jogos, streaming e gravação, até o processamento em 3D e CAD, entre outras.

 

Processadores AMD – Considerações Finais

Portanto, podemos ver as principais linhas de processadores da AMD e entender as diferenças entre eles. Esperamos que por meio deste texto você possa escolher da melhor forma possível o processador correto para a sua atividade, para que seu dinheiro seja um investimento e não um gasto.

Um processador adequado, torna sua atividade profissional melhor, lhe oferecendo mais desempenho e assim, menos tempo para executar tarefas.

E aí? Gostou de entender mais quais são as diferenças entre os processadores da AMD e as suas especificidades? São modelos incríveis, não é mesmo?

Que tal entrar em contato com um dos colaboradores da Razor Computadores e escolher o processador perfeito para a sua necessidade profissional? Estamos esperando você!

ASSINE NOSSO BLOG

Receba nossas publicações em seu e-mail.
Prometemos não exagerar :)