Tecnologia | 28/04/2020

6 aplicações de workstation para pesquisa científica

Escolher o computador ideal para trabalhar com pesquisa científica pode não ser uma tarefa tão simples, afinal, escolher o componente errado poderá atrasar ou até mesmo impedir a realização de diversas atividades importantes do seu trabalho.

Para lidar com a área científica, não é interessante escolher qualquer tipo de máquina. Por isso, as workstations aparecem como uma forma de garantir o máximo de desempenho e potência para os profissionais da área científica.

Neste texto, você entenderá melhor o que é uma workstation para pesquisa, além de conferir os seus usos em alguns setores de projetos científicos para empresas e universidades. Além disso, você saberá em quais componentes precisará ficar de olho na hora de escolher a sua próxima máquina. Boa leitura!

O que é uma workstation? para pesquisa científica

Os computadores workstation são máquinas que têm um desempenho consideravelmente superior do que as máquinas comuns.

Eles geralmente são criados de maneira específica e sob medida, para atuar com um grande processamento de dados ou para realizar atividades que demandam muita performance do computador. Eles são diferentes das máquinas montadas para jogos que são vistas atualmente, já que uma workstation se mostra muito mais potente.

Entretanto, é possível assemelhar aquele tipo de computador com uma workstation de entrada, que requer componentes mais básicos se comparados aos modelos mais robustos.

As workstations para pesquisa científica são criadas para aguentar atividades que demandam muito de um computador, como modelagem 3D, desenho industrial, arquitetura, pesquisa científica, inteligência artificial, dentre outras funcionalidades.

É possível encontrar uma workstation de diferentes valores: como ela é feita comumente de maneira personalizada. Assim, o valor será ditado pelas suas necessidades e pelos componentes que serão adicionados a ela.

Como utilizar uma workstation para pesquisa científica?

Agora que você entendeu o que é e para quê se utiliza uma workstation, está na hora de verificar como essa máquina pode ser utilizada especificamente na área de pesquisa científica. Veja a seguir alguns dos setores que podem se beneficiar do uso de uma workstation sob medida:

1. Ciências Espaciais e Atmosféricas

Realizar trabalhos nessa área requer um computador potente, já que será preciso lidar com uma grande quantidade de dados, além da análise constante de satélites que fornecem informações tanto sobre as movimentações espaciais quanto as mudanças atmosféricas no planeta Terra.

Também são necessários programas específicos para realizar esse monitoramento, que são bastante pesados e requerem um alto processamento e memória RAM para que as informações cheguem rapidamente até o profissional/estudante.

2. Previsão do Tempo e Estudos Climáticos

Seguindo a linha do tópico anterior, a análise da previsão do tempo e mudanças climáticas em determinada região do planeta ou em toda Terra também precisa ser realizada por meio de uma workstation. É necessário ter à disposição uma máquina que garanta a visualização clara das imagens e vídeos enviados via satélite, além da possibilidade de receber e acessar múltiplos dados.

3. Engenharia e Tecnologia Espacial

Para trabalhar na área de engenharia, sobretudo a espacial, é necessário contar com um computador potente, que o auxilie na criação e visualização de projetos de arquitetura e engenharia, que necessitam ser extremamente precisos.

O desempenho gráfico conta muito para que os arquivos sejam abertos e modificados sem travamentos, ao mesmo tempo que um processador eficiente auxilia na execução dos projetos sem se preocupar com a perda de arquivos por conta de problemas relacionados a um baixo desempenho.

4. Rastreio e Controle de Satélites

Existem softwares desenvolvidos para realizar o controle e rastreio de diversos satélites que orbitam o planeta Terra atualmente. Para que eles sejam executados da maneira esperada, é importante ter um computador que esteja a altura em níveis de processamento, como uma workstation.

Por receber diversas imagens do espaço, além de um alto número de dados e informações referentes a esses objetos, a máquina utilizada para esse serviço precisa de um alto processamento, além de um bom desempenho gráfico.

Na Razor, é possível criar um computador que realmente atenda às necessidades da sua instituição na área de computação científica. Em todo o processo de montagem, é possível contar com o apoio de profissionais capacitados nessa atividade e treinados para resolver as mais diversas dúvidas que possam surgir.

5. Universidades e Institutos de pesquisa

As workstations também podem ser extremamente úteis para instituições acadêmicas e centros de pesquisa. Por conta da sua rapidez e grande capacidade de coletar, processar e armazenar danos, é possível que estudantes e pesquisadores consigam fazer estudos mais precisos e rápidos.

Isso ajudará principalmente na rapidez e qualidade na obtenção de resultados e análises, o que auxiliará na criação de vacinas e outros tratamentos, por exemplo, na obtenção de novas informações sobre o espaço e vida na terra, além de beneficiar diferentes âmbitos de estudo, como física, química, estatística, biotecnologia, genética, dentre outros.

6. Área médica

A tecnologia tem um papel fundamento no desenvolvimento da área médica no Brasil e no mundo. Assim, uma workstation permite que pesquisadores e profissionais tenham um equipamento de ponta para fazer análises, testes e desenvolver novidades que auxiliarão no tratamento e/ou cura de diversas doenças.

Como montar a workstation ideal?

Na hora de montar o computador para a sua empresa ou universidade, é preciso ficar atento a alguns pontos na hora de escolher as peças que farão a sua composição, já que serão elas que ditarão o poder da sua máquina.

O primeiro componente que deve receber a sua atenção é o processador, considerado o cérebro de toda a estrutura. Ele realiza o processamento de todos os programas que serão executados, e caso ele não consiga fazer essa atividade em algum software específico, este não terá um bom desempenho ou nem mesmo será aberto.

Já a placa de vídeo, é o componente utilizado para administrar toda a parte gráfica (imagem e vídeo) do computador. Apesar de ser ser importante na execução de jogos, por exemplo, na área científica ela também se faz muito relevante, principalmente para quem precisa criar projetos gráficos e de arquitetura.

É por meio da memória RAM que os arquivos salvos no computador são armazenados. Assim, os programas são executados mais rapidamente, além de permitir que você realize múltiplas atividades sem se preocupar com travamentos (isso se tratando de um computador com uma boa quantidade de RAM).

Assim, entendendo melhor o que é uma workstation para pesquisa, quais as principais atividades que ela pode executar na área científica, você conseguirá montar um computador que atenda às suas necessidades.

Gostou do texto?

Então, o compartilhe nas suas redes sociais e auxilie outras pessoas do ramo a terem um workstation que esteja de acordo com as suas necessidades e capacidades profissionais. Entre em contato conosco e conheça mais sobre os nossas soluções exclusivas para computação científica! Temos certeza de que temos os melhores computadores para você!

Siga-nos nas redes sociais.

hardware perfeito

ASSINE NOSSO BLOG

Receba nossas publicações em seu e-mail.
Prometemos não exagerar :)