Hardware | 24/05/2019

Virtualização de servidores: o que é, como funciona e vantagens

A integração entre os meios físico e virtual apresenta muitas vantagens. É possível, inclusive, tornar o seu computador bem mais potente ao se aproveitar os recursos de um sistema físico em diversas repartições virtuais, elevando a produtividade e reduzindo os gastos. Neste post, conheceremos as vantagens da virtualização de servidores.

Quando há a criação de uma versão virtual de um sistema operacional ou de armazenamento, temos uma virtualização de servidores. Basicamente, trata-se de dividir os recursos de unidades físicas em similares repartições virtuais, com finalidades diversas.

Para os negócios, a possibilidade de gerir os processos por meio da web é uma incrementação poderosa. Em ambientes empresariais, as máquinas virtuais são arquivadas em um espaço de armazenamento compartilhado por todos os servidores, bastante reduzido em relação às estruturas tradicionais.

Essa reestruturação de ambientes virtuais permite uma flexibilidade na alocação de recursos em outros setores das empresas, já que a tecnologia leva à redução da necessidade de amplo espaço físico e do consumo de energia. Conheceremos melhor as vantagens da virtualização de servidores. Confira!

Redução de downtime

A queda nos servidores de uma empresa significa danos consideráveis à produtividade. Um downtime do sistema de tecnologia da Amazon, em 2012, de meros trinta minutos, levou à perda de milhares de dólares para a companhia, e seus efeitos balançaram toda a internet. A virtualização trabalha diretamente na redução dessas quedas.

Com várias unidades virtuais operando simultaneamente, é possível até mesmo eliminar os downtimes que levam à redução dos lucros das instituições. Funciona do seguinte modo: se um dos servidores enfrenta problemas, os outros continuarão funcionando normalmente, mantendo o sistema estável.

Automação otimizada dos processos

O processo de virtualização nos servidores também influi positivamente na automação e no gerenciamento de processos nas empresas, pois os sistemas se completam. A migração entre eles funciona de acordo com a necessidade de memória de cada um.

É possível programar a exclusão de determinado servidor que esteja inativo ou a reativação automática em horários predeterminados. Além disso, há a opção de implementar mecanismos que permitam aos usuários criar possibilidades de teste, sem a presença da equipe de tecnologia que implementou a virtualização.

Melhoria no aproveitamento

No uso padrão de computadores pessoais, a taxa de utilização do servidor é reduzida, já que o uso é fragmentado: a máquina fica ociosa durante grande parte do tempo em que a utilizamos. É bastante incomum o uso da capacidade completa do processador por um usuário casual.

Em um ambiente de servidores virtuais, no entanto, ocorre justamente o contrário: sempre que é acessada a estrutura virtual, os recursos ociosos serão convocados pelo sistema, possibilitando uma utilização aprimorada de toda a potência do computador.

Quando se implementa diversos sistemas virtualizados em um número menor de servidores físicos, a capacidade do equipamento chega ao ápice. Imagine alcançar uma taxa de processamento de até 90%. Nada mal, não é mesmo?

Economia de energia e espaço

É importante lembrar que a economia de energia significa menor gasto despendido. A virtualização proporciona a adequação a um espaço físico reduzido. Como esses fatos se interligam? É simples: com menos dispositivos conectados em um mesmo local, ocupando menos território físico, maior a economia de energia. Será ótimo se despedir daquele confuso emaranhado de fios, certo?

Uma quantidade grande de aparatos tecnológicos, como ocorre no sistema tradicional de servidores, também demanda uma temperatura baixa constante para manter a estrutura digital plenamente conectada e funcional. A virtualização, portanto, ajuda as contas da empresa também nesse sentido, ao diminuir a necessidade de gastos com refrigeração

Aumento da segurança

Proteger os próprios dados sem comprometer o funcionamento dos processos da empresa é sempre uma boa pedida. A virtualização, que é, por si só, uma das técnicas mais avançadas da tecnologia atual, emprega ferramentas mais modernizadas, que trabalham com os pacotes mais potentes de proteção às informações.

Além de todo esse aparato, o sistema também opera com mais rapidez na recuperação e acesso aos arquivos. Oferece, também, uma defesa mais firme contra os diversos tipos de ciberataques e ataques variados de hackers.

Redução das manutenções programadas

Com o objetivo de localizar focos de problemas, as manutenções programadas são indispensáveis para todas as instituições que dependem da atividade incessante de seus servidores e máquinas. Porém essas inspeções costumam ser bem detalhadas e exigem que a empresa diminua o fluxo de atividades durante o processo.

Além do já mencionado downtime, essas paradas dedicadas às manutenções programadas podem causar a queda da produtividade, prejudicando o prosseguimento das atividades empresariais que necessitam de tecnologia.

Contudo a base de todo o funcionamento da virtualização é a migração de aplicações de sistemas físicos para servidores virtualizados, sem a necessidade de interrupção de todo o serviço. Dessa forma, manutenções rotineiras podem transcorrer normalmente durante o expediente comercial.

Melhoria na produtividade

O aumento da produtividade é outro significativo privilégio da virtualização de servidores, pois a adoção desse tipo de ferramenta incrementa tanto o poderio da equipe de tecnologia da empresa quanto as operações virtuais diversas.

Além disso, as máquinas virtuais podem ser perfeitamente acessadas remotamente por pessoas que tenham a devida autorização. Dessa forma, a virtualização agiliza o trabalho dos profissionais que precisam se deslocar para viagens de negócios. Será necessária apenas uma conexão com a internet!

Como foi possível perceber neste post, o uso dos sistemas virtuais já é uma prática estabelecida e vantajosa. Alguns dos seus muitos benefícios significativos são:

  • redução considerável de custos;
  • grande incrementação na produtividade;
  • agilidade no armazenamento de informações;
  • melhoria na produtividade dos gerenciamentos internos.

Além disso, o processo de adoção de soluções virtuais não é somente um investimento com privilégios exclusivos para a área de tecnologia da informação das empresas. O processo permite a redução de gastos e uma elevação da produtividade para toda a instituição.

A virtualização de servidores é uma solução valiosa para a modernização da sua empresa, deixando a sua instituição cada vez mais evoluída e atualizada com a adesão a um conjunto de inovações tecnológicas de ponta.

Gostou das dicas e quer se informar mais sobre alta tecnologia e performance? Então entre em contato conosco para conhecer o nosso trabalho e nossas condições!

 

ASSINE NOSSO BLOG

Receba nossas publicações em seu e-mail.
Prometemos não exagerar :)