Hardware | 28/04/2020

Conheça um pouco mais sobre a história das workstations!

A história das workstations começou em 1960 com o projeto da IBM de um pequeno computador de alto desempenho para uso exclusivo. Com recursos gráficos avançados, grande capacidade de armazenamento e uma poderosa unidade central de processamento, as workstations são, atualmente, a opção mais indicada para demandas de trabalho que exigem uma interface gráfica de alta resolução.

São mais avançadas que os tradicionais PCs (Personal Computers), mas são inferiores aos chamados mainframes. Workstations também são indicadas para gerenciar uma grande rede de computadores, na realização de tarefas com grande volume de processamento de dados, em multitarefas, na execução de sistemas tridimensionais e na comunicação avançada entre equipamentos.

Como começa a história das workstations?

Workstations são usadas principalmente para executar tarefas científicas e de engenharia, aplicações financeiras e atividades comerciais complexas. O primeiro computador pôde, assim, ser chamado por suas características de alto desempenho gráfico e seu console individual, o IBM 1620.

Uma peculiaridade da máquina, a falta de um circuito aritmético real criou a necessidade de inclusão de uma tabela com regras de adição decimal. Isto economizou no custo dos seus circuitos lógicos e, consequentemente, no preço do equipamento, que recebeu o codinome CADET.

Seu sucessor surgiu em 1965, o IBM 1130, com a capacidade de executar programas escritos em Fortran e outras linguagens. Contudo, o primeiro minicomputador comercial foi o PDP-8 da Digital Equipment Corporation.

As máquinas Lisp foram desenvolvidas no MIT no início dos anos 70, mas comercializadas apenas a partir de 1980 por empresas como Symbolics, Lisp Machines, Texas Instruments (o TI Explorer) e Xerox (as estações de trabalho Interlisp-D).

Entretanto, a primeira workstation no sentido moderno do termo (equipamento projetado para usuários únicos e com interfaces gráficas de alta resolução) foi o Xerox Alto desenvolvido no Xerox PARC em 1973. Outras estações de trabalho iniciais incluem o Terak 8510/a (1977), Three Rivers PERQ (1979) e posteriormente o Xerox Star (1981).

Qual a história das workstations na atualidade?

No início dos anos 80, com o advento de microprocessadores de 32 bits, como o Motorola 68000, surgiram outras máquinas baseadas em Unix de grande relevância para o mercado: Apollo Computer, desenvolvido pela NASA (National Aeronautics and Space Administration), em seu programa espacial, e pela Sun Microsystems. Enquanto isso, o Projeto VLSI da DARPA criou as máquinas SGI 3130 e Silicon Graphics.

As workstations são caracterizadas por:

  • armazenamento em disco SCSI ou Fibre Channel;
  • aceleradores 3D;
  • processadores únicos ou múltiplos de 64 bits;
  • grande volume de memória RAM;
  • refrigeração bem projetada.

As workstation atuais são baseadas em PCs e MACs. As verdadeiras workstations dedicadas surgiram nos anos 2000 — modelos da Silicon Graphics, HPs e IBMs, por exemplo. Outros modelos foram SPARCstation, VAXstation NEXstation, Intellitstation, entre outros.

No Brasil, a Razor fabrica workstations que aceleram o desempenho de indústrias, empresas e profissionais de diversos segmentos, desde arquitetura ao design de produtos, mídia e entretenimento.

As soluções de alta performance permitem aproveitar ao máximo as aplicações e softwares mais avançados do mercado. Isto aumenta a produtividade e a eficiência do trabalho. A Razor tem orgulho de ser totalmente brasileira, ter recebido o certificado Great Place to Work 2019/2020 e de ser uma das scale-ups selecionadas pela Endeavor em 2019.

Agora que você conhece a história das workstations, entre em contato com a Razor e converse com um de nossos especialistas, que pode projetar e configurar o melhor computador para o seu uso específico. Somos uma fabricante de workstations, servidores e desktops de alto desempenho. Projetamos e criamos máquinas sob medida para as suas necessidades. Acompanhe-nos nas redes sociais: Instagram | Facebook | LinkedIn

 

ASSINE NOSSO BLOG

Receba nossas publicações em seu e-mail.
Prometemos não exagerar :)