Arquitetura e Construção | 21/08/2020

PC para AutoCAD: qual a configuração ideal?

Qual a configuração ideal de um PC para AutoCAD?

Softwares de arquitetura e engenharia são ferramentas imprescindíveis para apresentar projetos precisos, tanto na estética quanto nos cálculos estruturais. Para executar esses softwares como o AutoCAD, o ideal é usar equipamentos de alto desempenho, e o mais recomendável para executar este tipo de tarefa são as workstations, que tornam o trabalho muito mais ágil.

 

PC para AutoCAD

 

O futuro está nos trazendo novidades incríveis, avanços que visam facilitar a vida dos profissionais que utilizam o AutoCAD em suas tarefas cotidianas. E como escolher a máquina certa para trabalhar com este software? 

Configurações básicas podem não ter o desempenho esperado, devido ao fato de que a tendência é a de que os processos no AutoCAD fiquem lentos e travados, e assim aumentam as chances de retrabalho. E sabemos que o tempo para um profissional é valioso! Computadores muito avançados, por outro lado, são caros e podem ter seu potencial subutilizado.

Neste post, esclarecemos dúvidas importantes sobre a configuração ideal de workstation para o AutoCAD e trazemos dicas sobre como escolher o equipamento que melhor pode atender às suas necessidades profissionais. Acompanhe e entenda como deve ser um PC para AutoCAD!

 

Quais são as configurações básicas para executar o AutoCAD?

A versão mais recente do programa, o AutoCAD 2020, oferece ao usuário uma série de recursos novos, assim como, uma nova interface com detalhes azulados ao contrário do cinza clássico do software.

 

Interface AutoCAD 2020:
PC para AutoCAD

 

Entre eles está a possibilidade de anexar e extrair dados de nuvem de pontos devido a uma parceria com a Microsoft e a Box, assim, pode-se definir projetos do tipo Building Information Modeling (BIM) como subjacentes e utilizar arquivos em PDF, que podem ser importados, exportados ou anexados.

 Desse modo, os desenhos em DWG poderão ser abertos online. Além disso, houve uma melhora no recurso DWG Compare, que possibilita a comparação entre projetos, mas a novidade vem em poder realizar isso por meio de uma única tela de forma rápida e fácil.

Outra novidade é a melhora da ferramenta Purge no AutoCAD 2020 que veio para facilitar a limpeza de objetos duplicados nos projetos. Assim, linhas e blocos podem ser excluídos de uma única vez, por meio de uma caixa de seleção.

Com as inovações, as configurações mínimas exigidas mudaram, tornando-se mais exigentes quando se fala em um PC para AutoCAD. Conheça as especificações básicas:

PC para AutoCAD

Quando comparada com a versão anterior, é possível observar que houve mudança significativa nas configurações indicadas pela AutoCAD para o AutoCAD 2020. Isso porque alguns aspectos evoluíram muito em termos de desempenho do equipamento.

Na versão 2018 por exemplo, a memória mínima requerida era de 2 GB (32 bits) e de 4 GB (64 bits). Ou seja, respectivamente 25% e 50% inferior à memória exigida agora. Além disso, a velocidade do processador passou de 1GHz para, no mínimo, 2.5GHz.

Desde 2016, o AutoCAD vem sendo aprimorado com o objetivo de:

  • oferecer gráficos 2D com melhor fidelidade de imagem;
  • ter navegação 3D até 10 vezes mais rápida;
  • oferecer melhorias nas funções salvar, mover e copiar;
  • permitir usabilidade facilitada por meio de ícones de design plano, caixas de diálogo e barras de ferramentas intuitivas.

Esses avanços têm melhorado o desempenho do programa, tanto em agilidade quanto na qualidade dos projetos desenvolvidos.

Outro exemplo disso é que as medições de distâncias se tornaram mais rápidas do que nunca com a nova ferramenta chamada Quick Measure, que é capaz de medir desenhos 2D simplesmente passando o mouse. Além disso, dimensões, distâncias e ângulos são exibidos de uma forma dinâmica conforme o usuário move o mouse entre os objetos.

 

 

Por que as configurações mínimas não são suficientes?

O maior fator que impossibilita de se ficar no básico é que estas configurações não atendem às necessidades de uso profissional contínuo de uma empresa. Como é possível notar a partir das configurações mínimas, os parâmetros de desempenho são normais, em alguns casos chega a ser modesto.

Para quem utiliza o AutoCAD em seu cotidiano e está comprometido com grandes projetos, definitivamente essas especificações não serão suficientes. É por isso que, apesar de informar as exigências mínimas, a própria Autodesk recomenda configurações mais avançadas para estes usuários profissionais

Confira a configuração ideal para AutoCAD:

PC para AutoCAD

Observe que as configurações recomendadas requerem processador, memória e placa de vídeo com melhor desempenho. Entenda por que são justamente esses itens que fazem o AutoCAD ser executado de forma mais satisfatória.

 

Processador

Programas utilizados por profissionais da engenharia e da arquitetura dependem de alta capacidade de processamento. Entre os processadores que oferecem o desempenho recomendado estão o Xeon (modelo profissional desenvolvido pela Intel) e o I9, considerado o mais potente da linha Core, também, encontra-se na linha da AMD threadripper uma excelente opção.

 

Memória

A memória recomendada pela Autodesk é compatível com a opção de partida das workstations da Razor  — computadores desenvolvidos para uso profissional. Essas máquinas oferecem melhores condições para quem trabalha com softwares e arquivos pesados.

 

Placa de vídeo

Ao montar uma workstation para utilizar o AutoCAD, é preciso ter atenção à placa gráfica. Ela é determinante para que softwares que dependem da formação de imagens precisas e com alta qualidade sejam executados corretamente e com bom desempenho. Existem produtos desenvolvidos especialmente para oferecer esse nível de qualidade sem prejudicar a velocidade. É o caso das placas de vídeo Quadro, as mais recomendadas para esse tipo de uso.

 

Qual é a configuração adequada para diferentes atividades profissionais?

Quem busca uma workstation para arquitetura  deve observar as recomendações da Autodesk para a execução do AutoCAD Architecture 2020. A nova versão do programa vem com a proposta de ser mais ágil em todos os processos. Destacam-se os recursos de reforma arquitetônica e o Roombook, que permite aplicar vários acabamentos a uma superfície.

Pelo direcionamento para uso na arquitetura, as configurações recomendadas para o AutoCAD Architecture 2020 são mais rigorosas. O mesmo vale para outras atividades, que também contam com conjuntos de ferramentas especializadas de produtos da Autodesk. Veja as recomendações adicionais para esses casos:

PC para AutoCAD

Além de todos os aspectos técnicos e das configurações necessárias para obter o melhor desempenho possível do AutoCAD, outro cuidado importante está em montar um computador personalizado.

A workstation precisa ser eficiente em todas as atividades profissionais que serão executadas. O ideal é que seja desenvolvida com a possibilidade de melhorias futuras em mente, como a expansão da memória e substituições de componentes, sem que isso acarrete custos elevados ou prazos alongados.

Isso porque cada nova versão do AutoCAD exige avanço nas configurações necessárias e deve ser levado em consideração na hora de montar sua workstation. Dessa forma, reduz-se a necessidade de compra de novos computadores e seus custos, de maneira geral.

Na hora de montar uma workstation e escolher um PC para AutoCAD, é importante escolher um fornecedor que ofereça consultoria no pré e no pós-venda. Assim, tem-se a certeza de que será montado uma workstation para AutoCAD que será compatível com o programa e com as necessidades de você, profissional.

Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais sobre como montar um PC para AutoCAD? Entre em contato com os profissionais da Razor Computadores para saber como podemos ajudá-lo.

hardware perfeito

ASSINE NOSSO BLOG

Receba nossas publicações em seu e-mail.
Prometemos não exagerar :)

    WhatsApp