Geral | 05/08/2022

QWERTY – Uma história do Teclado

O que a história do teclado pode nos contar? 

Algumas partes serão descritas aqui, digitadas por um membro da família: um teclado. 😲

Para falar sobre o teclado, precisamos voltar um pouco no tempo, lá nos primórdios do mundo quando tudo isso aqui ainda era mato, durante a pré-história dos teclados, seus antepassados, as máquinas de datilografar, que eram os modelos de criaturas dominantes.

“Num dia de outono, a chuva cai lá fora, pego meu café e me sento no sofá observando os pingos que escorrem no vidro.”

Opa, mas espera aí, esse texto não era para falar sobre o teclado? Exatamente! Para você que deve ter se pegado pensando nisso, parabéns! 

Você observou o quão fundamental é essa peça, que por vezes é esquecida e tem sua importância diminuída.

Mas, retomando a nossa realidade temporal, te convido a nos acompanhar nesse texto sobre um item muito importante (e indispensável) para a maior parte dos usuários de computador: o Teclado.

teclado
CTRL + P

Pressione Uma Tecla Para Continuar

O teclado é uma das peças mais importantes da composição de um computador, por ser um dispositivo de entrada, dele partem praticamente quase todos os comandos executados pela máquina. E em parceria com o mouse, formam uma dupla indispensável ao usuário.

teclado

O primeiro apontamento do que viria a se tornar um teclado futuramente, data de 1714, com o registro de patente de algo relacionado à tipografia à Henry Mill, que buscava uma solução para padronizar e apresentar documentos legais e acordos de uma forma mais legível.

Já em 1852, um tipógrafo mecânico foi patenteado por John Jones e 15 anos depois, uma “máquina de escrever” por Christopher Sholes. Essa, sendo considerada como a primeira máquina de escrever que existiu.

Muitos dos aspectos dessas máquinas ancestrais ao atual teclado, influenciaram diretamente o design dos mais modernos. A história dele apresenta várias evoluções no decorrer do tempo, até chegar nos tipos atuais. Podemos hoje encontrá-los em várias formas e modelos, alguns mais coloridos e chamativos, outros mais reservados, mas que também guardam certo glamour.

O teclado tornou-se um item básico e indispensável do seu dia a dia, usado para trabalho, estudo e criar possibilidades. Ele desempenha uma função tão importante quanto os demais componentes da sua máquina.

Falando nisso, uma máquina deve atender todas as demandas que possam surgir na sua área de atuação. E que tal dar uma olhada num modelo delas aqui e conferir tudo o que elas podem oferecer junto com com o teclado e seus demais periféricos?!

Tipos de Teclado

No início dos anos 70 os primeiros teclados surgiram para ganhar seu espaço no mundo. Eles possuíam uma espécie de imã com dois filamentos de metal que ao se aproximarem, geravam um campo magnético fechando um circuito, resultando num caractere. Essa é a estrutura básica que deu origem ao desenvolvimento do teclado mecânico anos depois, sendo esse um dos modelos ainda utilizados hoje.

Com a evolução da tecnologia dos teclados, tivemos também switches capacitivos nos teclados de membrana, no entanto não tinham uma precisão exata e por muitas vezes os teclados mecânicos foram seus substitutos.

teclado
Teclado de membrana em funcionamento

O teclado chiclete, se tornou a próxima cara da evolução, sendo mais silenciosa e com teclas retangulares e achatadas. Mas o modelo (mecânico) atual e o mais utilizado no mundo, é o ergonômico, que apresenta maior conforto para digitação e aparência personalizada de acordo com a necessidade do usuário.

teclado
Teclado mecânico em funcionamento

A conexão de um teclado no computador pode ser feita via cabo (USB, PS2) ou wireless, tecnologia que veio otimizar a conectividade de cabos e otimizar o espaço. Atualmente o modelo mais utilizado ainda é o USB, não muito distante também, os teclados e mouses wireless tem seu espaço reconhecido.

Os dispositivos wireless são  de suma importância para otimizar o espaço e deixar uma cara mais “clean” no ambiente, já que dispensa o uso de cabos que podem poluir visualmente o ambiente. Assim como a conexão de internet, onde as placas wifi tem o mesmo objetivo. Ambas estão presentes em nossas máquinas, vem conferir aqui algumas delas. 😁😉

Em muitos casos, para não trocar o teclado com entrada PS2, os usuários mais clássicos usavam um adaptador numa das portas USB. Posteriormente, o adaptador de teclado foi substituído pela conexão USB que se tornou o padrão mais utilizado, perdurando até hoje.

Curiosidades do Teclado

Se você observar na segunda fileira do teclado, temos uma sequência de letras em ordem alfabética, ou perto disso: D, F, G, H, J, K e L. Ficando uma ao lado da outra, faltando apenas as letras E e I, que foram inseridas na linha acima, pelo fato de estarem muito presentes nas palavras da língua inglesa.

Pelo mesmo motivo, a letra A, outra que é muito frequente, fora deslocada para o canto esquerdo, onde tem de ser pressionada pelo dedo mindinho.

Teclados Padrões ABNT I e II

Quando um teclado é instalado, ele possui uma configuração específica, adequada à utilização de símbolos que são inseridos pelo usuário. A diferença básica entre os modelos é a presença da tecla “Alt Gr” nos tipos ABNT II, que se encontra ao lado direito da barra de espaço, mas essa não é a única, pois há também a tecla “?”, que localiza-se ao lado do Shift direito.

A tecla Alt Gr habilita a digitação de símbolos com as teclas de terceira função, que são aquelas que possuem “uma terceira função” (isso foi bem redundante, mas é explicativo), como por exemplo as teclas numéricas do 1 ao cinco, logo acima do “Qwerty” e a tecla que possui um colchete, uma chave e o símbolo ª. Seu funcionamento se dá quando a tecla Alt Gr é pressionada e em seguida uma outra que possua essa terceira função.

Essa combinação de teclas gera o “?”

Como Escolher um Teclado Adequado

Existem tipos de teclado que atendem as mais variadas necessidades de seus usuários, seja no âmbito profissional ou de entretenimento. Para ambos os cenários um teclado adequado se faz preciso para que o resultado final seja satisfatório ao usuário. E isso certamente gera a dúvida: “Como escolher um teclado?

Um teclado gamer, por exemplo, tem toda uma configuração específica para aqueles que o utilizam como controle em seus jogos, junto do mouse. Já um teclado “normal” é utilizado para enviar determinados comandos a um programa para executar uma tarefa e obter seus resultados.

A escolha do teclado dependerá do propósito que você tem para com seu computador, pois se um modelo não atender a suas expectativas de utilização para a função a qual você o adquiriu, logo ele será trocado, gerando assim, um custo desnecessário por falta de planejamento da real situação e intuitos.

teclado

Finalizando e usando o Teclado 😅

Você percebeu que todo esse texto foi concebido graças a utilização desse componente, o teclado? Além de ser um item muito importante para o bom funcionamento de seu computador, é o teclado quem permite que você se comunique, que redija textos, tabelas, faça cálculos, dê comandos em softwares específicos, tire “prints” da tela e mais uma série de ações que só podem ser realizadas porque o teclado nos permite.

Gostou de saber um pouco mais sobre o teclado? Algo tão corriqueiro que muitas vezes só damos importância quando ele falha, não é mesmo?

E para finalizar, uma dica dos especialistas em hardware aqui da Razor: mantenha-o sempre limpo, pois entre as teclas podem se esconder mundos e um teclado com sujeira acumulada poderá não funcionar de forma correta!

E como ele faz parte do computador, que tal entrar em contato com um de nossos consultores aqui da Razor Computadores para configurar uma máquina perfeita para a sua necessidade profissional?

Texto por Henrique L. Knoll | Redator

ASSINE NOSSO BLOG

Receba nossas publicações em seu e-mail.
Prometemos não exagerar :)

    WhatsApp