X
Gabinete Razor

Concentre-se na inspiração e deixe uma Razor trabalhar por você.

VER PRODUTOS > >

Design Gráfico e Fotografia | 01/02/2021

PC para Designers: como escolher a melhor opção?

Entenda como escolher a melhor opção de PC para Designers.

 

Se você está começando ou já trabalha como designer há algum tempo, é essencial usar a tecnologia a seu favor para fornecer aos clientes o melhor trabalho. As workstations têm o importante papel de aumentar a produtividade dos designers. Devido ao fato de poder economizar o tempo em tarefas comuns como carregar e salvar arquivos, renderizar imagens entre outros processos básicos que são atividades comuns para os designers.

Ter habilidades ajuda bastante, mas uma boa workstation com as configurações certas é um grande diferencial para sua atividade. Devido ao fato de que os softwares de edição de imagens e vídeos tendem a ser pesados e requerem equipamentos com uma boa configuração de hardware, no sentido que operem de forma regular e eficiente. 

Softwares travando, lentidão, perda de arquivos podem surgir e colocar os projetos em risco, por isso é preciso ter uma workstation que suporte os programas com tranquilidade, elevando a produtividade e adicionando maior qualidade ao trabalho final. 

Os designers precisam de uma boa workstation, pois é sua principal ferramenta de trabalho. O lado bom é que, atualmente, no mercado estão disponíveis diversas máquinas, com as mais variadas configurações e preços. Todavia, qual seria a melhor opção de workstation para designers? Existem alguns detalhes que são importantes, confira abaixo.

pc para designers

 

Verificar a sua necessidade de trabalho enquanto designer

Você deve iniciar se fazendo essa pergunta: Qual será o uso da workstation? Em qual área eu atuo ou desejo atuar?

A partir da sua resposta você pode partir para um determinado caminho, como por exemplo:

Caso for atuar com Design Gráfico, Web, UI Design, a sua workstation precisa ter uma boa configuração, mas não necessariamente robusta quanto um profissional que irá trabalhar com Motion Design, 3D Design e edição de vídeo.

Ter em mente qual a principal finalidade de uso é essencial para evitar gastos desnecessários em algo que talvez você não precise. Verifique com quais softwares vai trabalhar ou com quais você pretende trabalhar em sua atividade profissional.

 

Desktop/Workstation ou Notebook? Qual o melhor PC para designers?

Esta dúvida é muito recorrente para estes profissionais. Caso você precise de mobilidade, prontamente você deve optar por um notebook. Entretanto, se você trabalha a maior parte do tempo em casa ou em seu escritório e não precisa se locomover para outros ambientes, a opção de um desktop para Designer é a melhor escolha.

Confira abaixo as vantagens e desvantagens de cada opção:

Notebook

Vantagens
  • Mobilidade; 
  • Ocupa menos espaço;
  • É relativamente menor;
  • Praticidade.
Desvantagens
  • Componentes e estrutura mais frágeis;
  • Upgrade de hardware mais difícil e mais caro;
  • Nem todas as peças podem ser substituídas;
  • É mais caro se comparado a um desktop com as mesmas especificações.

 

Desktop/Workstation

Vantagens
  • Mais potente;
  • Possibilidade de upgrade de hardware facilitada de todos os componentes;
  • Possibilidade de revender as peças;
  • Maior durabilidade.
Desvantagens 
  • Ocupa mais espaço em sua escrivaninha ou mesa;
  • Não oferece mobilidade.

 

Escolha o Sistema Operacional correto para o seu trabalho

Primeiramente, lembramos que o sistema operacional Linux não é a melhor escolha devido ao fato das ferramentas mais poderosas e utilizadas no setor não estarem disponíveis para a plataforma, mesmo que alguns softwares análogos, como o GIMP, venham a ser bastante eficientes. Dentre as outras opções, a mais utilizada é o sistema operacional Windows, seguido do Mac.

Atualmente, não há mais diferenciação significativa entre arquiteturas (Linux x Windows), portanto, a escolha está relacionada à compatibilidade com softwares e plataformas. O sistema operacional utilizado pelo designer necessita acompanhar os outros e de seus clientes para facilitar compartilhamento de arquivos.

 

Processador – CPU

O processador é o cérebro do seu equipamento, ele trabalha para garantir que os softwares rodem e sejam executados sem nenhuma dificuldade.

Os softwares que os designers utilizam diariamente exigem muito em processamento. Além disso, atualizações e novos programas que surgem a cada ano aumentam ainda mais essa exigência.

Para quem trabalha com edições de vídeos, 3D ou até mesmo edição de som, a melhor escolha é um processador de alta qualidade que irá garantir uma renderização mais eficiente, sem maiores problemas. Enquanto os designers que trabalham com edição de imagens estáticas precisam de um processador para acelerar o tempo da aplicação de efeitos. Por outro lado, quem trabalha com web precisa de um processador para se ter melhor virtualização dos projetos.

Esteja atento a algumas características que vão além do nome da marca:

  • Clock ou a velocidade do processador: o recomendado para quem trabalha com projetos gráficos deve ser 3,6 GHz;
  • Core ou Núcleos: visto que uma maior quantidade de núcleos pode deixar o computador mais rápido; recomendamos um processador com no mínimo quatro núcleos.
  • Memória cache: representa a quantidade de informação a ser processada por vez (é interessante levar em conta processadores a partir de 6 MB).

Alguns profissionais ainda optam pelos processadores Intel® Core® i5 por questões de valores, mas os Intel® Core® i7 são os melhores para trabalhar com o Adobe, por exemplo.

Dê preferência para os modelos das últimas gerações, para evitar ter que substituí-lo em pouco tempo. Alguns exemplos são:

Intel® Core® i7-10700 – 4.8 GHz (10ª geração);

Intel® Core® i7-10750 – 5.0 GHz (10º geração);

Intel® Core® i7-10700K – 5.1 GHz (10º Geração);

Se puder investir mais, considere a linha i9 e Xeon Scalable que possuem mais núcleos e tem um desempenho superior.

 

pc para designers

 

Placa de vídeo – GPU

Qualidade nas imagens é algo que todo designer precisa e a placa de vídeo certa fornecerá um ótimo desempenho gráfico, gerando ótimas imagens para os trabalhos.

Embora o computador que você compre já venha com uma placa de vídeo integrada, é possível personalizar e investir em uma mais avançada, a placa de vídeo dedicada.

Mesmo sendo integrada à CPU, a placa de vídeo integrada não deixa a desejar nos gráficos oferecidos, dependendo das tarefas executadas diariamente. Mas, se você trabalha com muitas camadas no Photoshop, gráficos em movimento e edição de vídeo, vale a pena investir em placas gráficas da NVidia, pois são mais compatíveis com os softwares utilizados pelos designers.

Nesse caso, existem inúmeras opções, para todos os bolsos, como:

  • Nvidia® Quadro® P2000 5 GB 1024 cuda cores;
  • Nvidia® Quadro® P4000 8 GB 1024 cuda cores.
  • Nvidia® GeForce® GTX1070 8 GB 1920 cuda cores;
  • Nvidia® GeForce® GTX 1080 8 GB 2560 cuda cores;

 

A Nvidia comercializa as duas marcas que são construídas da mesma arquitetura de GPU, que constitui os tipos e arranjos dos componentes necessários para o processamento gráfico, mas apesar de usarem os mesmos processadores elas apresentam algumas diferenças.

Uma das principais vantagens da Quadro, para profissionais como os designers, é o nível de compatibilidade que ela oferece com vários softwares. A Nvidia faz parcerias com os fornecedores, por meio de testes com seus aplicativos e softwares, para garantir que as placas forneçam um alto desempenho.

Já as GeForce compõem uma família de placas que atende desde a usuários comuns, não necessariamente profissionais, mas que procuram uma boa peça para equipar um PC de alta performance, como por exemplo os gamers.

Outra diferença entre elas é que a NVidia licenciou apenas uma fabricante para produzir as Quadro, a PNY, a fim de assegurar maior controle e qualidade ao produto, diferentemente do que ocorre com as GeForce, que são produzidas por mais de 10 fabricantes distintos.

De todos os elementos da placa gráfica, um dos mais importantes a ser levado em consideração é a quantidade de núcleos de processamento (Cuda Cores). Em suma, cada Cuda é igual a uma unidades de processamento (CPU), que funciona em modo paralelo maximizando o desempenho.

Não menos importante, certifique-se que a placa oferece saída para conexão a um monitor externo. A maioria dos modelos atuais têm conexões HDMI e DVI, mas algumas já oferecem a saída DisplayPort e Mini DisplayPort. Fuja dos modelos que oferecem apenas a velha saída VGA, pois essa tecnologia já está ultrapassada e transmite apenas a imagem analógica.

Placa-mãe

Ela que irá dizer o que você pode fazer no geral: quantos slots de RAM e quantos drivers podem ser adicionados, Wi-Fi, áudio, etc. É o componente mais fundamental e complexo de um PC, fazendo com que o hardware funcione e que as outras peças cooperem entre si.

Antes de escolher a placa mãe é necessário já ter em mente qual processador você irá usar. Isso porque existem limitações físicas, algumas placas são feitas exclusivamente para processadores AMD, e outras para processadores Intel.

Ao comprar uma workstation, que é um PC completo pronto para a sua necessidade profissional, dê preferência por aqueles com uma placa mãe flexível, com slots para expansão. Eles são de altíssima importância, já que é o quesito que define o que seu PC será capaz de fazer em termos gráficos.

Adquirir uma placa mãe que suporta 32 GB ou mais e permite instalação de SSDs é um bom investimento.

 

 

 

Driver de armazenamento

É um armazenamento de arquivos temporário enquanto você está trabalhando. Se você tem uma unidade secundária ou externa, significa que o Photoshop e outros aplicativos da Adobe podem armazenar dados temporários ali enquanto você trabalha, criando uma experiência muito melhor.

Existem duas opções: HDD (também conhecido como HD) e SSD. Os HDDs são mais baratos, geralmente cerca de metade do preço para a mesma quantidade de armazenamento dos SSDs.

Por outro lado, os SSDs são mais duráveis, seguros e sua velocidade é muito maior. Por não ter partes mecânicas como o HDD, eles oferecem melhor desempenho na transferência de dados e uma taxa de operações por segundo quase 500 vezes maior.

O ideal é ter uma memória híbrida, contendo os dois, onde você trabalha com um disco SSD para o sistema operacional e seus softwares de edição e um HDD para o armazenamento de arquivos. Mas, se tiver que optar por apenas um deles, escolha o SSD.

Sobre a capacidade de armazenamento, vai depender da quantidade de arquivos que você costuma trabalhar. Um bom custo benefício é 1 TB (7200 RPM) de armazenamento para o HD e 240 GB (2.5 SATA III) para o SSD.

Se você deseja potência máxima, opte pelos mais rápidos disponíveis hoje no mercado, que são os SSD M.2 PCIe NVMe. Eles possuem uma taxa de leitura de até 3.5 GB/s, sendo até 6 vezes mais rápido que um SSD SATA convencional, entregando muito mais performance para o seu PC.

É importante que você saiba que o sistema operacional Windows 10 utiliza, normalmente, até 60 GB do SSD para a instalação. Assim, no caso de um SSD de 240 GB você terá 180 GB.

Memória RAM

Ao contrário dos drivers de armazenamento HDD e SSD, a memória RAM é como a memória de curto prazo do seu PC e a quantidade que você tem irá desempenhar um papel bem importante. Quanto mais RAM disponível, mais coisas o PC poderá processar de uma só vez sem sobrecarga.

Para a RAM, 16 a 32 GB geralmente são suficientes, depende bastante de sua necessidade e como você utiliza. Por exemplo, para um designer que trabalha com Photoshop, After Effects e Premiere Pro em conjunto, 32GB de RAM é uma boa escolha.

Monitor

Você precisa de uma boa resolução pois é ela que irá lhe fornecer os mínimos detalhes do seu trabalho. Então, se você adquirir um PC com monitor incluído, sem possibilidade de personalização, certifique-se de que a resolução seja de, no mínimo, 1280 x 800. Quanto maior a resolução, melhor será a imagem na tela.

Monitores 4K são excelentes, mas lembre-se que são 4 vezes a resolução FullHD em uma única tela, pesando 4 vezes mais no seu PC. Saiba qual a resolução final de edição você irá trabalhar porque isso implicará na escolha de todos os outros componentes.

Existem três tipos diferentes de monitores, Twisted Nematic (TN), Alinhamento Vertical (VA) e In-Plane Switching (IPS). Para trabalhos de design, dê preferência para um IPS, essa tecnologia faz com que cada pixel da tela seja controlado por mais de um transistor, o que garante uma reprodução muito fiel e nítida da imagem.

Sobre o tamanho, o ideal é usar monitores de 24 polegadas, em média, pois permitem uma visualização maior das imagens que estão sendo trabalhadas. E ainda, muitos designers optam por usar mais de um monitor, para dividir a tela entre os softwares de edição e o navegador de internet.

 

Escolha o mouse ideal

O mouse, assim como os outros fatores mencionados acima, também é muito importante para os designers. Você deve buscar um que lhe ofereça precisão nos movimentos e cliques. Um modelo que contenha vários botões é o ideal, devido ao fato de que eles podem ser configurados para executar vários atalhos rotineiros para estes profissionais. 

 

É importante que o profissional de design fique atento às novas tecnologias envolvendo hardwares e periféricos para se adaptar a elas. Esse conhecimento é o diferencial para que se destaque e tenha alta produtividade, além de desempenhar seus trabalhos com excelência.

E você, de qual forma prefere trabalhar? Esperamos que você tenha gostado deste artigo sobre como escolher a melhor opção de PC para designers.

E, se você deseja montar o seu de maneira personalizada, conte com a Razor. Seja para editar fotos no Photoshop e no Lightroom à edição vídeos no After Effects ou no Premiere Pro, ajudamos na construção das workstations mais rápidas para a Adobe Creative Cloud.

Confira agora mesmo todas as nossas soluções especialmente desenvolvidas para você que é designer e está em busca do que há de melhor no mercado!

Ficou interessado em saber mais sobre a workstation perfeita para sua necessidade profissional? Entre em contato com um de nossos colaboradores.

hardware perfeito
Gabinete Razor

Concentre-se na inspiração e deixe uma Razor trabalhar por você.

VER PRODUTOS >

ASSINE NOSSO BLOG

Receba nossas publicações em seu e-mail.
Prometemos não exagerar :)